sexta-feira, 28 de setembro de 2007

Devolve a bola que ela é minha!

O nosso presidente ficou bravinho porque não aprovaram a criação da secretaria especial de planejamento de longo prazo. Bem imagino que ele ache vital o planejamento de longo prazo, pois ele não parece planejar o que deve fazer a cada dia. Cá entre nós é mesmo muito difícil planejar o que faremos hoje, pois existem tantas opções... podemos levantar pela manhã ou não, podemos ir trabalhar ou não, almoçaremos em casa ou no trabalho, iremos ao shopping assistir um filme ou ao teatro assistir uma peça? Já quando planejamos no longo prazo, podemos esquecer a realidade objetiva dos fatos e imaginar uma situação ideal onde o meio não interfira nos fatos e portanto planejamos à vontade, sem compromisso com a factibilidade do planejamento. Bem, de qualquer forma para que mais existe o planejamento, senão para termos o que justificar quando apurados os desvios, pois afinal, as coisas nunca ocorrem como planejamos não é mesmo? Nosso governo é adepto da máxima da Lei de Murphy: "se os fatos não comprovam a teoria, abandone os fatos e fique com a teoria". Como ele ficou "magoadinho" com o legislativo, bateu o pézinho três vezes e disse que irá mandar novamente um projeto ou sei lá o que, para que a criação destes 600 cargos comissionados seja efetivada e óbviamente seu acólito Mangabeira Unger seja ungido na nova função. Parodiando nosso 1º mandatário, "nunca se viu tanto apadrinhamento político com distribuição de cargos e dinheiro neste país como neste governo". Realmente, precisa ser profissional para fazer isso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Praça do Mercado.